Para tentar por fim às irregularidades em áreas destinadas a estacionamentos públicos em Luziânia, a prefeitura pretende fazer o cadastramento e monitoramento dos flanelinhas que trabalham na cidade.

 

A proposta, que inicia sua implementação ainda em maio deste ano, foi apresentada na quarta-feira (10/05), durante reunião mensal do GGIM (Grupo de Gestão Integrada Municipal), pelo secretário municipal de segurança pública, Hildo Aniceto.

O cadastramento será realizado por funcionários da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, e deverão iniciar ainda neste mês de maio. O cadastramento tem como objetivo traçar o perfil socioeconômico dos flanelinhas, identificar as suas demandas e interesses em cursos profissionalizantes, sob a perspectiva de inseri-los no mercado de trabalho e na rede de ensino.

Segundo Hildo Aniceto, a ideia da prefeitura é que todos os flanelinhas passem a usar um crachá com foto, nome e informações sobre o seu trabalho, tais como a não obrigatoriedade da gorjeta.

“Não queremos criminalizar os flanelinhas, nem extingui-los. Mas é imprescindível evitar que ocorram irregularidades como danos aos veículos, ou coações aos proprietários”, informou o secretário.

ASCOM/PML